Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

cartolinaamarga



Quarta-feira, 06.06.18

Homem... #4

ODEIO GOSTAR DE TI. ODEIO ESTAR VULNERÁVEL A TI E À TUA PRESENÇA NA MINHA VIDA.

Apareces-te sem eu estar a contar, sem convite nem explicação e tornaste-te num pedaço tão importante e tão fulcral na minha vida. Quero-te para mim e isso é um ponto mais que assente na minha cabeça (e no meu coração). Já não sabia o que era estar apaixonada por alguém, já não me lembrava do que era a sensação das borboletas na barriga, já achava que não ia ter mais a imagem de o chão a fugir debaixo dos nossos pés quando estamos sem a pessoa, quando não sabemos notícias, não sabia o que era ter um ataque de ciúmes sem quê nem porquê (eu que nunca fui ciumenta ou fiz algum tipo de cena com isto relacionada). Enfim, já me tinha convencido a ser sempre mais racional que sentimental e, embora o continue a ser, com ele isto acaba por me escapar do controlo de vez em quando. 

Não estou preparada para aceitar que o nosso destino não seja em conjunto, não estou preparada para vê-lo a ser feliz com outra pessoa ou mesmo a ficar sozinho. Eu estou aqui, para ele. 

Se ele soubesse o quanto eu gosto, o quão apaixonada estou. O quanto já imaginei que temos tudo para dar certo. O quanto imaginei o futuro a sorrir para nós. O quanto imaginei a felicidade a invadir os nossos dias e a cumplicidade a multiplicar-se entre nós. O quanto imaginei mais nós, todos os dias da minha vida!

Então, vai ser desta que é para ser?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2018

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Posts mais comentados