Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

cartolinaamarga



Segunda-feira, 01.05.17

A data

Hoje faríamos dois anos e dois meses. Por vezes ainda não acredito que acabou. Outras vezes penso que as coisas já assim estavam destinadas desde o início. Eu amo-te, muito. E sei que é totalmente recíproco, por isso é que ainda te custa e tens esperança numa segunda tentativa. As coisas não são assim, não se acabam ciclos para depois os repetir. Acabam-se ciclos para se dar início a outros novos. Sei perfeitamente que o mais difícil de acreditar e perceber é porque que se duas pessoas ainda se amam, se separam. As razões podem ser as mais variadas. No nosso caso, foi porque deixamos as coisas morrer, mais tu que eu. Deixamos que a paixão e a chama se apaga-se, que a vontade um do outro se extinguisse, que as vontades dos dois passassem ser só de cada um. Tomaste-me como garantida, achas-te que eu já pertencia ao teu património pessoal e que nunca saíria pela porta por onde entrei. Mas saí. Faz parte da vida. Custa. Dói. Mas como já dizia Rui Veloso: " não se pode amar uma pessoa que não ouve a mesma canção".

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Maio 2017

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Posts mais comentados